Notícias >

SEGUNDA DIVISÃO | 01/11/2014 às 15:12:22

Sport Club Atibaia é vice-campeão Paulista da Segunda Divisão

Após garantir o acesso para a série A-3 do Campeonato Paulista, com uma bela campanha, o Falcão não consegue superar o Nacional, venceu a primeira partida em casa por 2 a 1 e neste sábado, em São Paulo, perdeu pelo mesmo placar e fica com o vice-campeonato da segunda divisão do campeonato paulista.

O time de Atibaia mostrou superioridade e velocidade no primeiro tempo, conseguindo a vantagem com o gol de Fernando Gaucho, cobrando pênalti com perfeição.

No segundo tempo o Nacional partiu para o ataque e com Bruno Silva e Fernando virou a partida para o time da casa.

O desgaste físico era evidente e o Atibaia atacava sem grande perigo, apostando principalmente nas jogadas aéreas. Mas, o Nacional aproveitava os espaços, seguia com perigo nos contra-ataques.
Fim de jogo, o Nacional, tradicional clube de São Paulo, fica com o título e o Sport Club Atibaia faz história, conquistando o Vice-Campeonato da segunda divisão e levando a cidade de Atibaia para a séria A-3 do futebol Paulista.

 O técnico do Atibaia Luiz Muller elogia a campanha e seus comandados, afirmando que foi um grande aprendizado: “A Campanha feita pelo Atibaia é de um Campeão, mas, temos que valorizar esta garotada, que se entregou de corpo e alma, hoje praticamente em dez minutos perdeu um título, voltou desatento, achando que era uma vantagem boa. Mas, no futebol, se não tiver noventa minutos de entrega, não se ganha antes do apito final. É um aprendizado, em um momento ruim, mas é um aprendizado”, afirmou Luiz Muller após a partida.

Como foi o Jogo?
As equipes iniciaram a partida demonstrando um pouco de ansiedade, mas o empate favorecia a equipe de Atibaia, desta forma o Nacional tomou a iniciativa e logo aos sete minutos de jogo o atacante Sócrates invade a área e obriga o goleiro Walter a fazer grande defesa, salvando o time de Atibaia.

No minuto seguinte Fernando Gaucho dá o troco para o Falcão, o atacante recebe sozinho na área, mas o goleiro Carlão saiu nos pés de Fernando, impedindo que a equipe de Atibaia abrisse o placar.
O jogo seguia com tranquilidade, as duas equipes mostravam bom volume de jogo, o time da casa tentava tomar as iniciativas, enquanto o Atibaia respondia com velocidade. 

A partida também não apresentava nenhuma jogada violenta, mas aos dezoito minutos, Rodrigo Alves recebe cartão amarelo por empurrar o atacante Bruno Silva, impedindo a jogada ofensiva do time do Nacional.

A partida seguia equilibrada, Sócrates pelo Nacional e Fernando Gaucho pelo Atibaia, comandavam as jogadas mais perigosas. Até que, aos 30min o goleiro Carlão derruba o atacante do Atibaia dentro da área, o arbitro marca pênalti, o goleiro recebe cartão amarelo e Fernando Gaucho cobra com perfeição, abrindo o placar para o Atibaia.

O Nacional sentiu o golpe, mas a única opção era atacar, aos poucos o Nacional começou a comandar as principais jogadas de ataque e aumentava a pressão conforme o tempo passava, enquanto o zagueiro e capitão Kauê comandava a defesa do Atibaia.

O maior lance de perigo aconteceu aos quarenta e um minutos, quando o goleiro Walter fez duas defesas incríveis na mesma jogada, garantindo a vitória parcial do Atibaia.

O primeiro tempo acabou com a equipe do Nacional pressionando sem sucesso.
A segunda etapa começa com a pressão do Nacional, que volta com Gindre no lugar de Helinho, enquanto o Atibaia explorava os contra-ataques. 

Logo aos cinco minutos do segundo tempo a rede voltou a balançar, Bruno Silva invade a área e toca na saída do goleiro Walter, empatando a partida.

O empate favorecia o Atibaia e o time atacava, mas com cautela. Aos onze minutos Gilsinho cobra perigosamente uma falta para o Falcão, mas o goleiro Carlão espalma no ângulo, fazendo uma linda defesa. O nacional seguia na pressão e deu resultado, aos quatorze minutos, falta cobrada para a área do Atibaia, a defesa não tira, a bola quase engana o goleiro Walter, que pula e ainda consegue defender, mas a bola sobra para Fernando, que chuta e marca, sacramentando a virada a para o Nacional. 

Com este resultado o título fica com a equipe do Nacional, o Atibaia partiu para o ataque, mas consequentemente abria espaços na defesa e aos vinte minutos da etapa final, em contra-ataque da equipe do Nacional, a bola sobra para Sócrates, que, de frente para o goleiro Walter, chuta na trave.

Os jogadores começavam a sentir o desgaste, até pelo horário da partida, demonstrando cansaço. O time de Atibaia tentava impor seu ritmo no ataque, mas não conseguia resultar em boas oportunidades.

Aos vinte e oito minutos, substituição no Atibaia, sai Kaique e entra Kauê Prates e em seguida, mais um lance de perigo em favor do Nacional, Bruno Silva rouba a bola no meio de campo, parte sozinho em direção a grande área do Atibaia, mas chuta pra fora.

O Nacional continuava explorando bem os espaços e tinha as melhores oportunidades, enquanto o Atibaia tentava apostava em bolas aéreas e chutes de fora da área.

Aos trinta e três minutos entra Henrique Bahia no lugar de Nadson e aos trinta e oito minutos, o técnico Luiz Muller faz sua última substituição, colocando Dan entra no lugar de Luizão no Atibaia. Enquanto Rodriguinho entra no lugar de Bruno Silva no Nacional.

Aos quarenta minutos Ricardinho para o ataque do Atibaia com falta e leva cartão amarelo, na cobrança a zaga do Nacional afasta o perigo.

Pressão do Atibaia no final da partida, que seguia apostando em bolas aéreas. O Nacional sua última substituição, entra Lucas Batista no lugar de Caio Mendes.
O arbitro deu quatro minutos de acréscimo, o Atibaia seguiu na pressão, enquanto o Nacional tentava prender a bola no ataque.

Aos quarenta e sete minutos, Kauê tenta roubar uma bola na defesa do Atibaia, faz falta e leva cartão amarelo.
O Atibaia ainda tenta mais uma jogada aérea, o Nacional tem mais um contra-ataque a sua disposição. Mas o placar permanece dois a um para o time da capital paulista, que fica com o título da segunda divisão Paulista.





« voltar



ACESSO

Lateral Marcelo Lanza comemora assistência do acesso e quer o título pelo Taubaté


MERCADO DA BOLA

Jogando na Europa, Goleiro Marcio não esconde a vontade de disputar mais um Paulistão.


PAULISTÃO 2015

Ituano volta aos treinos e lateral fala sobre a formação da equipe